Operação “Verão Mais Seguro”: Polícia Civil cria equipe exclusiva para atender locais de crime em Florianópolis

  • ITAPEMA -
  • 07/01/2022
  • 4132 Visualizações
img

Dentro das ações de segurança na operação “Verão Mais Seguro”, a Polícia Civil criou uma equipe exclusiva para atendimento em locais de crimes violentos em Florianópolis. Desde terça-feira (04), os policiais civis atuam junto à Central de Plantão Policial (CPP) da Capital e em conjunto com a Polícia Científica.


Eles se deslocarão para os trabalhos investigativos e periciais em casos, por exemplo, de mortes violentas (homicídio, feminicídio e latrocínio), delitos de roubos a banco, ao comércio e em residência, crimes patrimoniais (mesmo sem violência, mas de grande monta) e os da lei Maria da Penha, entre outros, dentro das possibilidades da equipe.


Durante a operação “Verão Mais Seguro”, a equipe de local de crime trabalhará 24 horas a estes atendimentos, sendo o acionamento feito pelos órgãos de segurança em solicitações periciais. Os policiais civis então vão elaborar um relatório para subsidiar as investigações das Delegacias de Polícia de área da Polícia Civil na Capital e o consequente envio do trabalho policial ao Judiciário e ao Ministério Público.


“Investigação mais rápida e efetiva”


A medida foi implantada pela Diretoria de Polícia da Grande Florianópolis (DPGF/PCSC). “A ideia é que a investigação já comece no local de crime e com a integração com a Polícia Científica a investigação seja mais rápida e efetiva, de maneira que nenhum vestígio ou prova seja perdida”, destaca a diretora de Polícia da Grande Florianópolis, delegada Michele Alves Correa Rebelo.


“Muitas informações serão coletadas em local de crime e com a integração com certeza teremos muitos benefícios na conclusão da investigação e no resultado ao Ministério Público e ao Judiciário”, completa a diretora.


Assista ao vídeo com a diretora de Polícia da Grande Florianópolis, delegada Michele Alves Correa Rebelo


Polícia Científica: “resultados eficientes e céleres”


Para o diretor de criminalística da Polícia Científica, Tiago Petry, os trabalhos integrados trarão resultados eficientes e céleres:


“A perícia criminal, realizada por meio da Polícia Científica, é fundamental para a constatação de fatos e o levantamento de vestígios. O trabalho pericial e a ação integrada com a equipe de investigação da Polícia Civil podem produzir resultados eficientes e mais céleres”, pontuou o diretor. A Polícia Científica conta diariamente com duas equipes plantonistas: uma para crimes contra o patrimônio e outra para crimes contra a vida, na Capital.


WhatsApp Image 2022 01 06 at 17.42.29


 WhatsApp Image 2022 01 06 at 17.42.28 1



Parceiros