CBF define punições para casos de racismo no futebol brasileiro

  • BRASIL -
  • 14/02/2023
  • 8059 Visualizações
img

A CBF quer dar um basta em qualquer tipo de ofensa racial no futebol brasileiro. Para isso, a entidade que comanda o futebol no país anunciou punições mais pesadas aos clubes em casos de racismo, que vão de multa a até perda de pontos.


 


Durante o Conselho Técnico na sede oficial na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, a CBF decidiu que uma multa financeira será a primeira punição a um clube em caso de racismo. O valor não foi divulgado.


 


 


Em caso de reincidência, este clube perderá o mando de campo ou jogará com portões fechados. Em um terceiro caso, a punição será uma perda de pontos.


 


A proposta foi algo que partiu do próprio presidente Ednaldo Rodrigues. Em 2022, o dirigente já havia falado sobre o tema e deixando em aberto uma punição mais severa para o futuro.


 


"O clube tem que ser punido por não ter conseguido educar o torcedor que entra no seu estádio. Com a punição esportiva ao clube, conseguimos envolver o torcedor nesta luta antitracista. O torcedor seria um fiscal contra o preconceito na arquibancada", apontou, ao Ge.


 


"Quero propor uma ampla discussão aqui no Brasil para a próxima temporada. Vou pedir a perda de pelo menos um ponto a partir do ano que vem. Essa discussão vai ser boa para ver quem realmente quer combater o racismo no futebol", finalizou, na época.


 


O atual Regulamento Geral de Competições da CBF não prevê penalização para casos de racismo. Veja abaixo o trecho do artigo.


 


"As competições nacionais oficiais do futebol brasileiro exigem de todos os intervenientes colaborar de forma a prevenir comportamentos antidesportivos, bem como violência, dopagem, corrupção, manifestações político-religiosas, racismo, xenofobia ou qualquer outra forma de discriminação."


 


Informações: ESPN



Parceiros