Homem é linchado até a morte em Palhoça

Um homem de 20 anos, morador de Palhoça, foi morto na tarde desta terça-feira (17), em um posto de combustíveis de Palhoça, na Grande Florianópolis. A identidade ainda não foi divulgada. De acordo com a Polícia Civil, o caso aconteceu no bairro Aririú. As primeiras informações são de que ocorreu um linchamento. Três pessoas foram presas em flagrante.

Segundo a Polícia Militar, a vítima estava abastecendo o veículo particular no posto, quando foi surpreendida por cerca de 10 pessoas. O grupo usou capacetes e um pedaço de ferro durante o ataque. Testemunhas relatam que o morador de Palhoça foi agredido por aproximadamente 40 minutos, sem conseguir se defender. Algumas pessoas tentaram conter as agressões, ainda segundo a PM, mas foram ameaçadas pelos agressores.

Por volta das 16h25min, equipes da Polícia Civil, do Instituto Geral de Perícias (IGP) e do Instituto-Médico Legal (IML) estavam no local para apurar a situação. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Fabiano Rocha, alguns suspeitos já tinham sido identificados. Três deles foram presos em flagrante e encaminhados até a Central de Plantão Policial, para os devidos encaminhamentos. O trio não resistiu a prisão.

Os suspeitos alegaram à polícia que o morador de Palhoça teria dado suporte em um assalto que ocorreu na noite desta segunda (16), motivo pelo qual ocorreu o ataque. A vítima do linchamento teria dado apoio para dois assaltantes roubarem um veículo Prisma, que pertencia a um motorista de aplicativo. O carro utilizado para o suposto apoio ao crime foi reconhecido pelo grupo de agressores, assim que ele chegou ao posto de combustível. O veículo roubado foi recuperado na tarde desta terça-feira (17), em Florianópolis.

Informações/ NSC TOTAL



Parceiros